19 de mar de 2011

En7r3vista com Erika Spencer!

Olá de novo pessoal!


Essa semana que parece ser a Semana da Editora Arielli por que está sendo super citada aqui no Blog, nada mais justo do que uma Entrevista com uma Escritora da Editora Arielli!
A Autora da vez é a Erika Spencer, vocês que acompanham o Blog, já a conhecem, afinal seu livro Eterno, foi alvo da última Resenha. Tudo o que você precisa saber sobre o livro está lá, então vale a pena ler!


Sem mais delongas vamos à entrevista com a super gentil Erika Spencer


En7r3vista com Erika Spencer:

Olá Erika tudo bem? Como muitos sabem você é autora do livro Eterno, que tem data prevista de Lançamento para 13/05, essa é a primeira entrevista que você da para um Blog, antes do lançamento do livro? Como você se sente?


Minha fotoR= Olá, Matheus! Esta é uma excelente oportunidade para falar aos meus queridos e futuros leitores. Sim, trata-se de minha primeira entrevista e meu primeiro livro também! Sou advogada, mãe, escritora e empresária, nas horas vagas! rsrsrsrs Estou sempre reinventando algo, no âmbito dos livros, para empreender neste setor. Contudo minha grande paixão sempre foi escrever. Estou ansiosa para o lançamento da minha primeira obra, como se esperasse o nascimento de um “filho”, posto que colegas escritores hão de concordar que a sensação é semelhante!


Como é sempre comentado aqui no Blog, ser um escritor, tanto nacional quanto internacional não é fácil, mais para um escritor nacional é mais difícil do que ser um escritor internacional, você enfrentou algum problema para conseguir uma editora para publicar seu livro? Ou alguma outra dificuldade?


R= Problemas não. Desafios demais! Como você disse, não é fácil para uma escritora nacional, iniciante e no nordeste adquirir “seu lugar ao sol” nesta área disputadíssima que o setor editorial de livros. Quem é escritor, iniciante como eu, sabe o quanto é complicado fazer-se lido e principalmente aceito. A principio pelas editoras e em consequencia ser bem aceito pelo público em geral. Mas eu tive muita sorte por encontrar uma editora como a Arielli. Estreante, assim como eu, a editora me mostrou uma excelente oportunidade de ter meu livro publicado e foi uma aposta mútua, que parece ter dado certo!


Aonde, você buscou inspiração para escrever Eterno? Pois a ideia é fantástica, dois amores que se encontram através da eternidade com certeza é um tema difícil de trabalhar, afinal deve haver muitas transições de tempo no decorrer do livro, devido às memórias dos personagens.


Eterno
R= Minhas inspirações surgem sempre de sonhos! Busco em meu coração e em minhas fantasias a inspiração para o desenrrolar da história, mas é através de sonho mesmo que encontro o que preciso. Minha filha mais velha (13 anos) também me ajudou muito no sentido de contar algumas coisas sobre os livros que costuma devorar pela leitura , constantemente. Preciso e quero confessar algo: nunca li um livro sequer sobre vampiros na minha vida! Apesar de adorar o tema e ser uma das coisas que mais me fascinam. Fiz isso, principalmente porque não queria me influenciar por outras histórias semelhantes, ou do gênero. Tentei, ao máximo, criar algo só meu! Gostaria de trasmitir o mito de vampiros num contexto maduro, espiritualista e romântico (por quê não?).


Quando você escreveu Eterno, você tinha em mente, escrever um livro pra você, ou um livro para os outros? Você teve em primeiro lugar o pensamento das pessoas, se elas gostariam ou não?


R= Em primeiro lugar pensava em mim. A princípio, enquanto escrevia, nem cogitava a idéia de mostrá-lo para alguém. Ia desenvolvendo o livro e pouco a pouco eu mesma estava emocionalmente envolvida com os personagens, tanto que cheguei a me emocionar algumas vezes! Assim que terminei, tive aquela sensação de abstinência e saudade já que o próprio tema havia me prendido por várias madrugadas em frente ao computador. Assim que re-li comecei a ter planos de publicar um dia, afinal, se a história havia me seduzido tanto, por que não poderia ter o mesmo efeito em outras pessoas? Resolvi arriscar e estou aqui!


Quando você escreve, você tem algum crítico pessoal, alguém da família que da opinião na história inteira, ou você escreve mais na sua mesmo e depois mostra o resultado final para os outros?


R= Bem, meu maior e pior crítico sou eu mesma! Mostrei para minha filha adolescente e esta ao ler e se emocionar também, me incentivou muito com suas críticas positivas. Claro que levo em consideração o parentesco e a parcialidade desta crítica, mas deveo admitir que posso contar com a sinceridade dela em vários aspectos! Logo, eu mesma faço minhas maiores críticas. Re-li diversas vezes a história e a cada momento encontrava algo que poderia ser melhorado, ou acrescentado. Ademais as críticas positivas da editora também me incentivaram a acreditar que o livro faria sucesso.
Qual é seu livro de cabeceira? Aquele livro que não pode faltar nunca, seu livro predileto?

R= Não possuo um livro preferido, mas vários que já me fascinaram. Dentre o gênero prefiro citar: suspense, romance, espiritas e auto-ajuda. Uma autora que de fato sou fã é a Anne Rice.
Obs: Erika citou via twitter, que apesar de ser fã de Anne Rice, ainda não leu um livro dela, mais acha que os estilos se encaixam de uma maneira, e disse que leria um Livro da Anne Rice agora se tivesse um em mãos.




Você tem algum conselho para pessoas que estão começando a escrever agora?


R= Bem, não sei se seria conselho, mas uma dica: escutar sempre a intuição e inspiração na hora de escrever. Buscar em filmes, livros e na vida elementos que possam valorizar a obra e ao final ler diversas vezes o que escreveu com olhos críticos, por que a cada vez que relemos o próprio texto “peneiramos” imperfeições.


Quando você teve a ideia de começar a escrever Eterno, você pensou nele com uma continuação, uma série, ou é apenas um livro?


R= Não pensava em série, agora penso. Escrevi Eterno querendo enfocar um tema de meu fascínio há muito tempo, os vampiros, mesclando realidade e até mesmo espiritualidade com doses extras de romantismo e ficção. Meu objetivo é passar uma mensagem de contínua evolução espiritual em todas as espécies, inclusive entre as consideradas mais baixas ou primitivas. Seres imperfeitos ou considerados completamente maus estariam sujeitos também à lei universal da evolução espiritual. Enfoco religiosidade, mitos, mistérios e seres ocultos que estariam entre nós o tempo todo, mas para todos a oportunidade de ser algo melhor é dada a cada dia. Sei que muitos autores abordam os vampiros e outros seres mitológicos como eternamente cruéis, mas no meu entendimento eles não existem, e ainda que existissem não acredito na maldade eterna de nenhuma criatura.


Você está com algum projeto novo agora? Se sim, conte um pouco sobre esse projeto!


R= Sim, escrevo o Diário Secreto. Um livro baseado na história oculta de Jesus, como um homem, quase completamente humano. Um diário que foi descoberto por um grupo de turistas, bastante peculiar e que irá desvendar segredos e passagens da vida de Cristo como a humanidade jamais tenha visto. Algo que irá mudar tudo que pensamos até hoje! Fortes revelações e até mesmo um grande mistério será revelado às vesperas do suposto fim dos tempos: 2012. O fim do mundo não será por destruições ou catástrofes, será o fim de várias mistificações e ideologias religiosas deturpadas. Chamaria de recomeço e não o final de tudo.


O que você tem dizer sobre Eterno, que ainda não está na internet, ou sua opinião, para que as pessoas queiram lê-lo?


R= Eterno não foi escrito para quem interpreta o tema: vampiros como o famoso ícone de peversidão e crueldade. Também não será encontrado nele algo ingênuo e bucólico como em alguns romances infanto-juvenis. O tema foi desenvolvido de forma madura e envolve realidade em seu plano de fundo e lugares onde se passa a história; bem como serão encontrados elementos reais no que diz respeito às falhas humanas como: traição, ciúmes, ira, vingança, sedução... O “mocinho”não é completamente bom, pelo contrário, mas encontrará o caminho pelo qual se tornará algo bem melhor a cada dia. Da mesma forma a protagonista terá seus momentos de fraqueza e redenção também. Ao ler Eterno verão que a maldade real não está escondida em mitos e ícones de demônios, mas sim dento de todos nós! Da mesma forma a verdadeira pureza d’alma e perdão serão encontrados!


Então Erika, essa foi nossa entrevista, e eu espero ter você aqui no Blog por muito tempo! E com toda certeza teremos que fazer uma entrevista quando o Eterno for Lançado! Tem alguma coisa que você  gostaria de adicionar pra finalizar nossa entrevista?


R= Há muito mais mistério a ser revelado que até a própria imaginação humana ainda não alcança! Acredite e descubra em : ETERNO!


Fim!


Pessoal é isso aí, espero que tenham gostado da entrevista com a Erika, e lembrando sempre, comentem nas postagens! Façam um Blogueiro Feliz!
Vocês podem também indicar escritores que deveriam ser entrevistados!
O Blog está sempre aberto a sugestões!

Até a próxima En7r3vista!



Para Ler outras entrevistas clique Aqui

2 comentários:

Duda Rodrigues disse...

Gostei muito da idéia dela para o proximo livro, O Diário Secreto. Já li Eterno e adorei, espero que a próxima obra tbm faça sucesso.

Danilo disse...

Com certeza Eterno será um sucesso, assim como os seus livros que virão depois! Vc escreve com o coração e isso sempre é bom!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...